Páginas

quarta-feira, 31 de março de 2010

Cagando tijolos


Maldita insônia que me fez ler /gtk/ estou cagando de medo, não consigo olhar p/ trás, minhas pernas estão formigando e um alarme de carro disparou as 8:31, o telefone tocou as 8:40 e um barulho de facão arrastando no chão do quintal, em frente a janela do meu quarto me assustou muito seriamente as 8:51... Tô cagando de medo pqp! E não paro de ler sobre Doppelgängers e como fazer projeção astral. Socorro mamãe, me tira daqui.

Pooor que Deus?

Hoje, até banida no 55chan eu fui... postei um monte de coisas e qd fui postar um coelho de chocolate gigante no /b/ perguntando "comprastes?!" fui banida... q depressão!

Ficou a dúvida: o que o 55chan tem contra coelhos de chocolate gigantes?


Insônia + fotos de ovos de chocolate = tristeza

Quero muito comer chocolate /cry
Fui fazer nescau quente...

terça-feira, 30 de março de 2010

Por que esta cara?

Porque o segredo dá vida é se fazer de difícil, já dizia o bom amigo Shakespeare:

A paixão aumenta em função dos obstáculos que se lhe opõe.

E a dica do dia?

"O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você." Mario Quintana

sábado, 27 de março de 2010

Eu sei que isso está fora das tendências atuais...

Mas o nude e afins são tão sem humor /facepalm
Sou pelos vermelhos vibrantes como o "Paixão" da AH

quinta-feira, 25 de março de 2010

This is the way it should be

Das pequenas coisas que fazem 30 segundos de prazer se tornarem tão significativos


É só a vista que tenho da janela do ônibus por alguns segundos quando estou indo p/ a federal... ok... é o meu momento de satisfação diária.

terça-feira, 23 de março de 2010

Wannabe Cute

Melissa cute o quente do verão nos camelôs da cidade >.<
A tal fake da "cute" carinhosamente chamada "wannabe cute" está bombando nos camêlos daqui por apenas R$ 15,oo xD já garanti a minha... acho que vou garanti mais duas cores, afinal, tão baratinhas. Ah! Acho que as originais estão custando R$ 60,00 só p/ o caso de alguém querer saber.

Direto da playlist do momento

Eu que fiz mamãe xD

quinta-feira, 11 de março de 2010

quarta-feira, 10 de março de 2010

E o tal do dia da mulher!?


Pois é, passou e eu tão atordoada que nem desejei felicidades para todas as blogueiras desse mundão aqui. Até ganhei minha rosa, mas ela ficou murchando ali largada, porque a vida pedia mais atenção. Felicidades queridas amiuuugas que tornam minha vida mais feliz com suas fotos de decoração, origamis, roupas, maquiagens e todas as mais diversas bobagens do dia-a-dia de suas vidas que tanto me interessa, porque sou maroca* mesmo, da licensa?! xD Me sentindo cansada ou triste?! Venho ver blogs que as horas passam da melhor forma possível.

Obrigada a todas que encantam e envolvem com seus textos e perspectivas sobre a vida.
Mil beijos ^_^


Maroca = pessoa curiosa, que gosta de saber da vida e das coisas alheias.

Sobre o momento atual


A PACIÊNCIA é uma disciplina difícil. Não se trata apenas de esperar alguma coisa sobre a qual NÃO TEMOS controle: a chegada do ônibus, o fim da chuva, o retorno de um amigo, a solução de um conflito. A paciência não consiste apenas em esperar ATÉ QUE alguém faça algo. ELA PEDE que vivamos o momento ao máximo, que estejamos completamente PRESENTES NO MOMENTO, que sintamos o aqui e o agora, que estejamos onde estamos. Impacientes, tentamos FUGIR de onde estamos. Comportamo-nos como se aquilo que esperamos fosse acontecer amanhã, mais tarde e em outro lugar. Vamos ser pacientes e crer que O TESOURO pelo qual procuramos está escondido SOB NOSSOS PÉS.

Henri Nouwen


É complicado as vezes tomar certas decisões, todo mundo erra, todo mundo titubeia em alguns momentos, mas se você quiser realmente agir com maturidade o melhor é assumir que assim não dá, que assim não pode ser, nem continuar sendo. Vai doer, você pode até não conseguir pensar com clareza enquanto as pessoas te cercam de expectativas quanto a sua decisão, dizem que não adianta fugir, eu acredito que fugir por um tempo as vezes é a atitude mais sábia.

Eu errei, o mérito da culpa é meu, mas eu aprendi que assim não se faz, não é só levar nas coxas e pensar que amanhã tudo se resolve "no fim tudo dá certo, se não deu certo ainda, é porque o fim não chegou" sempre que ouço isso me dá uma agonia sabe?! Parece que não tenho controle algum sobre os acontecimentos da MINHA vida, parece que as coisas vão acontecendo sem me pedir licensa e aí EU penso "Ô peraí, a vida é minha! Dá licensa?", pode parecer obvio pensar assim, mas eu sinceramente tô mais calma e aliviada quando estou livre de obrigações com os outros e sei que isso vai soar extremamente egoísta, mas "Ô peraí, a vida é minha! Dá licensa?".

E sim eu fugi, fugi para ficar livre... fugi para pensar e decidir sobre as coisas que são melhores para a minha vida.

Eu não sou um monstro de 7 cabeças, sou só uma menina tentando acertar, mas eu preciso ir ao banheiro, professor... não para checar a cola que está no meu bolso, eu poderia fazer isso aqui mesmo, eu preciso ir ao banheiro, professor, porque estou tão em dúvida da resposta correta que até as respirações em volta e teu olhar me cobrando poderiam me fazer errar... e eu não quero errar! Porque na vida não tem reposição, não tem recuperação, aquela é a nota e é com ela que você vai ter que viver, então eu preciso ir ao banheiro ficar sozinha, lavar o rosto, respirar e decidir o que é o certo entre as opções desta questão em particular. Porque sei que errei em outras e se eu errar em mais esta minha média cai... e com a média abaixo eu não passo de ano, vai ser um ano de vida desperdiçado a toa.

Fui ao banheiro pensar na vida.

terça-feira, 9 de março de 2010

Para aqueles que pretendem julgar os pecados alheios


Um dos monges do mosteiro de Sceta cometeu uma falta grave, e chamaram o ermitão mais sábio para que pudesse julgá-la. O ermitão se recusou, mas insistiram tanto que ele terminou por ir. Antes, porém, pegou um balde e furou-o em vários lugares. Depois, encheu o balde de areia e se encaminhou para o convento.

O superior ao vê-lo entrar, perguntou o que era aquilo.

- Vim julgar meu próximo _ disse o ermitão.
-Meus pecados estão escorrendo atrás de mim, como a areia escorre deste balde. Mas, como não olho para trás, e não me dou conta dos meus próprios pecados, fui chamado para julgar meu próximo!

Os monges desistiram da punição na mesma hora.

Lágrimas ainda vão descer... mas me manterei firme quanto a minha verdade.


Com certeza eu ainda não tenho a maturidade suficiente para entender o índice da maldade alheia e ainda me desespero, choro e me sinto mal quando sou atingida pela crueldade dos outros... eu vivo tentando acreditar na bondade das pessoas, sempre agindo segundo o preceito de que gentileza gera gentileza, mas ao tentar ser educada com alguém eu acabei invadindo a mente doentia de alguém muito cruel que passou uma madrugada pensando em como se vingar de mim por eu ter tido a maturidade de tentar conversar em vez de ignorar um problema desagradável quando ele apareceu... ser difamada por alguém doente e maldoso pode até doer muito e causar danos irreparáveis, minha vó sempre me disse "você pode ser uma pessoa íntegra a vida inteira, mas se você cometer um erro durante a vida, você irá passar o resto dela tentando conquistada a boa imagem que tinha... algumas vezes você morre sem provar que um deslize não é o fim de um bom caráter."

Assustada e transtornada, eu tentei me acalmar para então decidir o que fazer... vou dar um tempo, vou recorrer a memória curta das pessoas, querer mostrar provas de que sou inocente só prolongará a humilhação passada, por mim e quem estava envolvido.

Recorrendo ao livro Maktub (coisa boba que sempre faço nas horas de bloqueio mental) eu apendi duas coisas hoje:

- Viva as coisas no momento certo, saiba esperar o momento de vivê-las e não tente viver o momento que já passou.

- Acreditar que Deus escreve certo por linhas tortas.

"Senhor, que esta vela que acabo de acender seja luz e me ilumine em minhas decisões e dificuldades. Que seja fogo para que Tu queimes em mim o egoísmo, o orgulho e as impurezas. Que seja chama para que Tu aqueças me coração e me ensines a amar. Eu não posso ficar muito tempo em tua igreja. Mas, deixando esta vela, um pouco de mim mesmo permanece aqui. Me ajuda a prolongar minha prece nas atividades deste dia. Amém."

Não é o que nos dá certeza.
Não é o que nos dá profundidade.
Não é o que nos faz melhor que os outros.
Não é o que nos mantém na prisão dos preconceitos.
A verdade é o que nos faz livres.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Robot Unicorn

Nada p/ fazer?! Bateu aquele tédio???
Haha... Seus probemias acabariam! Eis aqui a solução p/ seus pobremias!!!
Cuidado este joguinho em flash pode ser divertido, mas extremamente viciante ò_ó

Viciei
T.T

terça-feira, 2 de março de 2010

Que meda!

Fall of the Lich King



De novo, de novo ;o~~~

Synergie matou esta madrugada o Lich King em 25 men

...e eu não tava lá para ver =/

Isso que dá titubear p/ fazer um apply
;P

Estudo liga infidelidade masculina a QI mais baixo


De acordo com o autor do estudo, o especialista em psicologia evolutiva da London School of Economics, Satoshi Kanazawa, "homens inteligentes estão mais propensos a valorizar a exclusividade sexual do que homens menos inteligentes".

Kanazawa analisou duas grandes pesquisas americanas a National Longitudinal Study of Adolescent Health e a General Social Surveys, que mediam atitudes sociais e QI de milhares de adolescentes e adultos.

Ao cruzar os dados das duas pesquisas, o autor concluiu que as pessoas que acreditam na importância da fidelidade sexual para uma relação demonstraram QI mais alto.

De acordo com o estudo, o ateísmo e o liberalismo político também são características de homens mais inteligentes.

Evolução

Kanazawa foi mais longe e disse que outra conclusão do estudo é que o comportamento "fiel" do homem mais inteligente seria um sinal da evolução da espécie.

Sua teoria é baseada no conceito de que, ao longo da história evolucionária, os homens sempre foram "relativamente polígamos", e que isso está mudando.

Para Kanazawa, assumir uma relação de exclusividade sexual teria se tornado então uma "novidade evolucionária" e pessoas mais inteligentes estariam mais inclinadas a adotar novas práticas em termos evolucionários - ou seja, a se tornar "mais evoluídas".

Para o autor, isso se deve ao fato de pessoas mais inteligentes serem mais "abertas" a novas ideias e questionarem mais os dogmas.

Mas segundo Kanazawa, a exclusividade sexual não significa maior QI entre as mulheres, já que elas sempre foram relativamente monogâmicas e isso não representaria uma evolução.

BBC BRASIL

Ocorreu um erro neste gadget